quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

FELIZ 2009...

Não bastará desejar um Feliz Ano Novo, com saúde, com paz, com felicidade, com realizações frutíferas e boas, luz e solidariedade humana entre os homens e mulheres da terra, crianças, jovens ou idosos de todas as crenças,raças,filosofia e religião...

Precisamos refletir seriamente o que estamos fazendo de nossas vidas e de nossa casa: "Planeta Terra" que Deus nos presenteou e permitiu que tivéssemos ar, água, terra para plantar e fazer nossas casas, e tivesse luz do sol para nos aquecer o corpo e inspirar poesias e canções lindas...

Temos necessidade de saber se estamos fazendo a nossa parte, se estamos agindo como aquele pequeno pássaro, da estorinha que levava água no biquinho para apagar o incêndio na floresta, consciente de que era pouca a água do seu bico, individualmente, mas por outro lado sinalizava a todos os seres vivos da floresta o que deveria ser feito por cada habitante do lugar!

Temos urgência em tomar atitudes sérias e ajudar a Deus e seus Anjos e Santos a construírem a felicidade e muitos anos de luz e prosperidade. Em nossa casa, vila, em nosso bairro, em nossa cidade, em nosso estado, em nosso país planeta Terra, devemos tomar as atitudes concretas necessárias e tentar mostrar aqueles irmão que ainda estão estáticos o que deve ser feito. Para acabar com efeito estufa e com a violência, por exemplo!

O que vamos fazer é por nossa vida e sobrevivência, mas também pela sobrevivência do outro e, de outros seres, como nós e que ainda hão de vir, nascer e precisam respirar, comer, amar e viver de fato... O Desejo sincero de Feliz Ano Novo, pode e deve começar com uma mudança de atitude.

Não resolverá nada falarmos mal dos políticos corruptos, denunciar, espernear se não fizermos nada para que outros irmãos de nossa pátria continuem a vender o seu voto, a sua consciência e a sua cidadania por pequenos sacos de alimento e dinheiro saqueado ao próprio povo e que não resolverá nada, pois são migalhas amaldiçoadas que prejudicam a vida de milhões e matam o futuro de nossos jovens e crianças de nosso país.

A natureza do ladrão é roubar e do corrupto corromper, se os colocamos no poder, estamos simplesmente ampliando a sua capacidade de produzir coisas ruins e destruir a nossa paz.

Não adianta utilizar adesivos de "salve o planeta" se ateamos fogo nos terrenos baldios, jogamos lixo na calçada e destruirmos as florestas...

Não adianta criticarmos a violência, se a praticamos dentro de casa: batendo na mulher, espancando os filhos , chutando o cachorro ou cortando o rabo do papagaio e sua asa para que não voe...

Podemos começar cuidando de nossa casa, de nosso corpo e de nossa saúde e de todos aqueles que vivem ao nosso lado, a prática e o exemplo possuem um valor inestimável para a vida...

Vamos cuidar de nós, de nosso planeta e tentar iniciar um ano novo praticando um ato de solidariedade e amor de fato. Não posso desejar a felicidade, o amor e a paz somente para mim e para as pessoas que vivem comigo, pois uma pessoa feliz rodeada de miséria e tristeza por todos os lados, jamais será feliz de verdade...

A felicidade, a paz, o amor a vida, os sentimento de fraternidade só existem concretamente num sonho coletivo, que se transforma em solidariedade e passa a existir efetivamente, perenemente...

Portanto tenha um Feliz ano de 2009, 2010, 2011... E assim sucessivamente muitos anos de felicidade, amor, paz, solidariedade e luz. Que Deus possa abençoar a todos e nos ajudar a refletir e tomar atitudes grávidas de mundo, de vida, de paz e amor...

Feliz Ano de 2009!
(Janio Duarte e Família)

PROGRAMA PALAVRA BOA


Programa Palavra Boa Especial de Ano Novo com os três comunicadores: Antônio Francisco Cortez, Luis Bevenuto Paiva e Pedro Júnior.

O Programa Palavra Boa é um programa da Igreja Católica voltado para a família apodiense. De segunda à sexta-feira, das 18:00 às 19:000 horas.

O Programa Palavra Boa vai ao ar na Freqüência Modulada – FM Luta, 88,5 Mhz (líder de audiência no horário). Se você está precisando de uma palavra de conforto, de fé, de esperança e principalmente de AMOR não deixe de ouvir. E se você já ouviu comunique aos teus parentes, amigos e vizinhos.

Acesse: http://www.lutafm.com.br/ e faça seu pedido musical.

Este programa é dedicado a todas as famílias apodiense!

MISSA DE ANO NOVO!


Hoje quarta-feira 31/12/08, logo mais às 19:00 horas “Santa Missa de Ano Novo” na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição e São João Batista.

Animação: Grupo de Jovens Associados à Igreja Católica – GRUJAIC. Celebrante: Pe. Theodoro Snijders.

Dia 1º de janeiro, Jornada Mundial da Paz. A todos os nossos irmãos(as) leitores(as) desejamos um Feliz Ano Novo...

MENSAGEM DE ANO NOVO AOS JOVENS

Que sejam superadas as injustiças e as incompreensões

Estou enviando a todos vocês, jovens, um pequeno texto da mensagem do Papa para o dia 1 de janeiro 2009, dia mundial da paz. Uno-me a cada um e a cada uma de vocês neste caminho de um ano novo de paz e de justiça.

“A Igreja, que é “sinal e instrumento da íntima união com Deus e da unidade de todo o gênero humano”, continuará a dar a sua contribuição para que sejam superadas as injustiças e as incompreensões e se chegue a construir um mundo mais pacífico e solidário.

A luta contra a pobreza precisa de homens e mulheres que vivam profundamente a fraternidade e sejam capazes de acompanhar pessoas, famílias e comunidades por percursos de autêntico progresso humano, abandonar a mentalidade que considera os pobres – pessoas e povos – como um fardo e como importunos maçadores, que pretendem consumir tudo o que os outros produziram.

“Os pobres pedem o direito de participar no usufruto dos bens materiais e de fazer render a sua capacidade de trabalho, criando assim um mundo mais justo e mais próspero para todos”. (João Paulo II). Só a insensatez pode induzir a construir um palácio dourado, tendo, porém, ao seu redor o deserto e o degrado. Por si só, a globalização não consegue construir a paz; antes, em muitos casos, cria divisões e conflitos. A mesma põe a descoberto, sobretudo, uma urgência: a de ser orientada para um objetivo de profunda solidariedade que aponte para o bem de cada um e de todos.

“Dai-lhes vós mesmos de comer” (Lc 9, 13) Fiel a este convite do seu Senhor, a Comunidade Cristã não deixará, pois, de assegurar o seu apoio à família humana inteira nos seus impulsos de solidariedade criativa, mas, sobretudo, a alterar “os estilos de vida, os modelos de produção e de consumo, as estruturas consolidadas de poder que hoje regem as sociedades” A cada discípulo de Cristo, bem como a toda a pessoa de boa vontade, dirijo, no início de um novo ano, um caloroso convite a alargar o coração às necessidades dos pobres e a fazer tudo o que lhes for concretamente possível para ir sem seu socorro.

De fato, aparece como indiscutivelmente verdadeiro o axioma “combater a pobreza é construir a paz”. FELIZ 2009, combatendo a pobreza e construindo a paz.

Dom Anuar Battisti
Arcebispo de Maringá - PR
31/12/2008 - 08h48

EVANGELHO DO DIA (Jo 1,1-18)

Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 2008
7º Dia na Oitava do Natal


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

1No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus; e a Palavra era Deus. 2No princípio, estava ela com Deus. 3Tudo foi feito por ela e sem ela nada se fez de tudo que foi feito. 4Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5E a luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram dominá-la.
6Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz: 9daquele que era a luz de verdade, que, vindo ao mundo, ilumina todo ser humano.
10A Palavra estava no mundo — e o mundo foi feito por meio dela — mas o mundo não quis conhecê-la. 11Veio para o que era seu, e os seus não a acolheram. 12Mas, a todos os que a receberam, deu-lhes capacidade de se tornar filhos de Deus, isto é, aos que acreditam em seu nome, 13pois estes não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus mesmo.
14E a Palavra se fez carne e habitou entre nós. E nós contemplamos a sua glória, glória que recebe do Pai como Filho unigênito, cheio de graça e de verdade. 15Dele, João dá testemunho, clamando: "Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim passou à minha frente, porque ele existia antes de mim". 16De sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. 17Pois por meio de Moisés foi dada a Lei, mas a graça e a verdade nos chegaram através de Jesus Cristo.
18A Deus, ninguém jamais viu. Mas o Unigênito de Deus, que está na intimidade do Pai, ele no-lo deu a conhecer.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

EVANGELHO DO DIA (Lc 2,36-40)

Terça-Feira, 30 de Dezembro de 2008
6o Dia na Oitava do Natal


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 36havia também uma profetisa, chamada Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era de idade muito avançada; quando jovem, tinha sido casada e vivera sete anos com o marido.
37Depois ficara viúva, e agora já estava com oitenta e quatro anos. Não saía do Templo, dia e noite servindo a Deus com jejuns e orações. 38Ana chegou nesse momento e pôs-se a louvar a Deus e a falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém. 39Depois de cumprirem tudo, conforme a Lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para Nazaré, sua cidade. 40O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

ARQUIDIOCESE DE NATAL ABRE ANO JUBILAR EM COMEMORAÇÃO AOS 100 ANOS DE CRIAÇÃO

A Arquidiocese de Natal abre solenemente nesta segunda-feira (29), o Ano Jubilar em comemoração aos 100 anos de criação da Diocese de Natal. A programação será iniciada, às 14h30, com concentração na igreja matriz da paróquia de Nossa Senhora da Candelária, no bairro de Candelária. Em seguida, sairá uma procissão, que passará pela Avenida Prudente de Morais, em direção ao Espaço João Paulo II, localizado no Centro Administrativo do Estado.

O Arcebispo Metropolitano, Dom Matias Patrício de Macêdo, presidirá a Santa Missa, às 17 horas, que será concelebrada por todos os padres da Arquidiocese de Natal. Na ocasião, o Arcebispo também dará o mandato a todos os Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística da Arquidiocese.

Estão sendo esperadas 10 mil pessoas no Espaço João Paulo II, que virão em caravanas de Natal e do interior.

A Diocese de Natal foi criada no dia 29 de dezembro de 1909, pelo Papa Pio X, através da Bula Papal Apostolicam in Singulis. Na época, a Diocese abrangia todo o Estado do Rio Grande do Norte. Somente no ano de 1952, através da Bula Arduum Onus, do Papa Pio XII, foi elevada à Arquidiocese e dividida, criando as dioceses de Mossoró e Caicó.

Fonte: DN online

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

EVANGELHO DO DIA (Lc 2,22-35)

Segunda-Feira, 29 de Dezembro de 2008
5º Dia na Oitava do Natal


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

22Quando se completaram os dias para a purificação da mãe e do filho, conforme a Lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor. 23Conforme está escrito na Lei do Senhor: "Todo primogênito do sexo masculino deve ser consagrado ao Senhor". 24Foram também oferecer o sacrifício — um par de rolas ou dois pombinhos — como está ordenado na Lei do Senhor. 25Em Jerusalém, havia um homem chamado Simeão, o qual era justo e piedoso, 26e esperava a consolação do povo de Israel. O Espírito Santo estava com ele e lhe havia anunciado que não morreria antes de ver o Messias que vem do Senhor.
27Movido pelo Espírito, Simeão veio ao Templo. Quando os pais trouxeram o menino Jesus para cumprir o que a Lei ordenava, 28Simeão tomou o menino nos braços e bendisse a Deus: 29 "Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar teu servo partir em paz; 30porque meus olhos viram a tua salvação, 31que preparaste diante de todos os povos: 32luz para iluminar as nações e glória do teu povo Israel".
33O pai e a mãe de Jesus estavam admirados com o que diziam a respeito dele. 34Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe de Jesus: "Este menino vai ser causa tanto de queda como de reerguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição. 35Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações. Quanto a ti uma espada te traspassará a alma".

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

domingo, 28 de dezembro de 2008

FESTA DO MENINO JESUS DE PRAGA DE 18 A 27/12/08 – SÍTIO REFORMA


Tema: “Do presépio à cruz, Jesus ensina a amar e a servir”

Ontem dia 27/12, foi o encerramento da festa do padroeiro Menino Jesus de Praga do Sítio Reforma. Dezenas de fiéis assistiram a missa com Pe. Theodoro e logo após foi realizado o tradicional leilão.

Participação especial do ECC e da Pastoral Familiar de Apodi. Obrigado pela receptividade amigo Cizinho.

Organização:

GRUJORC – Grupo de Jovens Reconstruindo Comunidades. Sítio Reforma – Apodi/RN e Comissão Organizadora.

Apoio:

Paróquia de Apodi – RN
Programa Palavra Boa
Programa Fortes na Fé
Blog Pastoral Familiar Apodi

Confira as fotos:









MISSA HOJE


Hoje domingo 28/12/08. Sagrada Família: Jesus, Maria, José, logo mais às 19:00 horas Santa Missa na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição e São João Batista.

Animação: GRANSDAC e Pastoral da Pessoa Idosa. Celebrante: Pe. Theodoro Snijders.

EVANGELHO DO DIA (Lc 2,22-40)

Domingo, 28 de Dezembro de 2008
Sagrada Família: Jesus, Maria, José


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

22Quando se completaram os dias para a purificação da mãe e do filho, conforme a Lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor. 23Conforme está escrito na Lei do Senhor: "Todo primogênito do sexo masculino deve ser consagrado ao Senhor". 24Foram também oferecer o sacrifício — um par de rolas ou dois pombinhos — como está ordenado na Lei do Senhor.
25Em Jerusalém, havia um homem chamado Simeão, o qual era justo e piedoso, e esperava a consolação do povo de Israel. O Espírito Santo estava com ele 26e lhe havia anunciado que não morreria antes de ver o Messias que vem do Senhor.
27Movido pelo Espírito, Simeão foi ao Templo. Quando os pais trouxeram o menino Jesus para cumprir o que a Lei ordenava, 28Simeão tomou o menino nos braços e bendisse a Deus: 29"Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar teu servo partir em paz; 30porque meus olhos viram a tua salvação, 31que preparaste diante de todos os povos: 32luz para iluminar as nações e glória do teu povo Israel".
33O pai e a mãe de Jesus estavam admirados com o que diziam a respeito dele.
34Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe de Jesus: "Este menino vai ser causa tanto de queda como de reerguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição. 35Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações. Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma".
36Havia também uma profetisa, chamada Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era de idade muito avançada; quando jovem, tinha sido casada e vivera sete anos com o marido. 37Depois ficara viúva, e agora já estava com oitenta e quatro anos. Não saía do Templo, dia e noite servindo a Deus com jejuns e orações. 38Ana chegou nesse momento e pôs-se a louvar a Deus e a falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém.
39Depois de cumprirem tudo, conforme a Lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para Nazaré, sua cidade.
40O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sábado, 27 de dezembro de 2008

FESTA DO MENINO JESUS DE PRAGA DE 18 A 27/12/08 – SÍTIO REFORMA

Tema: “Do presépio a cruz, Jesus ensina a amar e a servir”

Caríssimos irmãos e irmãs passou o Natal, tempo de oração e reflexão. Por isso, convidamos você e sua família para junto conosco contemplar Jesus na manjedoura e participar dos novenários em honra ao teu santo nome. Desde já, agradecemos sua visita.

Dia 26/12/08 (sexta-feira)
19:30hs – Novena com a Pastoral da Pessoa Idosa
Tema: Daí-lhes vós mesmo de comer

Dia 27/12/08 (sábado)
19:30hs – Missa com Pe. Theodoro
Resp: Pastoral Familiar de Apodi
21:00hs – Leilão Tradicional

ORAÇÃO CARISMÁTICA E LOUVORZÃO

Todos os sábados a partir das 19:00 horas têm “Oração Carismática e Louvorzão” na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição e São João Batista.

EVANGELHO DO DIA (Jo 20,2-8)

Sábado, 27 de Dezembro de 2008
São João, apóstolo e evangelista


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

No primeiro dia da semana, 2Maria Madalena saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava, e lhes disse: “Tiraram o Senhor do túmulo, e não sabemos onde o colocaram”. 3Saíram, então, Pedro e o outro discípulo e foram ao túmulo. 4Os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais depressa que Pedro e chegou primeiro ao túmulo. 5Olhando para dentro, viu as faixas de linho no chão, mas não entrou. 6Chegou também Simão Pedro, que vinha correndo atrás, e entrou no túmulo. Viu as faixas de linho deitadas no chão 7e o pano que tinha estado sobre a cabeça de Jesus, não posto com as faixas, mas enrolado num lugar à parte. 8Então entrou também o outro discípulo, que tinha chegado primeiro ao túmulo. Ele viu e acreditou.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

PASTORAL DA PESSOA IDOSA CELEBRA HOJE

Convidamos toda comunidade cristã, para participar de uma Celebração, às 19:00 horas, que acontece hoje no Sítio Reforma, encerramento da festa de padroeira da comunidade. Saída às 18:30hs em frente ao salão paroquial.

Será um grande momento de Louvor e de Adoração ao nosso Deus. Celebrante: Pe. Theodoro Snijders. Participação Especial da Pastoral da Pessoa Idosa. Sintam-se todos convidados a participarem!

JESUS ESPERA POR VOCÊ!!!

TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA


Logo mais às 18:00 horas, na Igreja Matriz tem o Terço dos Homens Mãe Rainha, vamos fazer uma corrente de oração maior ainda do que sexta-feira passada.

Você é nosso convidado todo especial. Venha e chame mais um irmão para juntos rezarmos por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Rezando busco seguir os passos de Jesus!

EVANGELHO DO DIA (Mt 10,17-22)

Sexta-Feira, 26 de Dezembro de 2008
Santo Estevão, o Primeiro Mártir


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: 17"Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. 18Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. 19Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. 20Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós. 21O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22Vós sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo".

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

EVANGELHO DO DIA (Lc 2,1-14)

Quinta-Feira, 25 de Dezembro de 2008
Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

1Aconteceu que, naqueles dias, César Augusto publicou um decreto, ordenando o recenseamento de toda a terra.
2Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirino era governador da Síria. 3Todos iam registrar-se cada um na sua cidade natal.
4Por ser da família e descendência de Davi, José subiu da cidade de Nazaré, na Galiléia, até a cidade de Davi, chamada Belém, na Judéia, 5para registrar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.
6Enquanto estavam em Belém, completaram-se os dias para o parto, 7e Maria deu à luz o seu filho primogênito. Ela o enfaixou e o colocou na manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria.
8Naquela região havia pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do seu rebanho.
9Um anjo do Senhor apareceu aos pastores, a glória do Senhor os envolveu em luz, e eles ficaram com muito medo. 10O anjo, porém, disse aos pastores: "Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo. 11Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é o Cristo Senhor. 12Isto vos servirá de sinal: Encontrareis um recém-nascido envolvido em faixas e deitado numa manjedoura”.
13E, de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da coorte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: 14“Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados".

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL


Que esta Árvore de Natal que agora plantamos cresça amplamente e que seus frutos façam parte de nossa colheita em 2009. FELIZ NATAL!

HISTÓRIA DO NATAL

A história dá-nos os anos de 6 ou 5 aC como data provável do nascimento de Jesus. O fato de o Senhor ter nascido AC, se deve a um erro de cálculo. Dionysius Exiguus, um monge Romano do séc. VI, falhou no cálculo dos anos da sua era Cristã. Ele colocou o nascimento de Cristo pelo menos 5 ou 6 anos tarde demais. Devido a este fator a data de nascimento deve ser 5 ou 6 a.C.

Jesus nasceu em 25 de dezembro? Pouco provável. O inverno era chuvoso e gelado na Judéia no mês de dezembro. É improvável que os pastores passassem uma noite de dezembro em campo aberto. Mas, provavelmente o nascimento do Senhor tenha ocorrido na primavera, época, quando as noites são frescas e os pastores ficam acordados apascentando as ovelhas nos campos.

Natal, a origem:

A celebração do Natal antecede o cristianismo em cerca de 2000 anos. Tudo começou com um antigo festival mesopotâmico que simbolizava a passagem de um ano para outro, o Zagmuk. Para os mesopotâmios, o Ano Novo representava uma grande crise. Devido à chegada do inverno, eles acreditavam que os monstros do caos enfureciam-se e Marduk, seu principal deus, precisava derrotá-los para preservar a continuidade da vida na Terra. O festival de Ano Novo, que durava 12 dias, era realizado para ajudar Marduk em sua batalha. A tradição dizia que o rei devia morrer no fim do ano para, ao lado de Marduk, ajudá-lo em sua luta. Para poupar o rei, um criminoso era vestido com suas roupas e tratado com todos os privilégios do monarca, sendo morto e levando todos os pecados do povo consigo. Assim, a ordem era restabelecida. Um ritual semelhante era realizado pelos persas e babilônios. Chamado de Sacae, a versão também contava com escravos tomando lugar de seus mestres.

A Mesopotâmia inspirou a cultura de muitos povos, como os gregos, que englobaram as raízes do festival, celebrando a luta de Zeus contra o titã Cronos. Mais tarde, através da Grécia, o costume alcançou os romanos, sendo absorvido pelo festival chamado Saturnalia (em homenagem a Saturno). A festa começava no dia 17 de dezembro e ia até o 1º de janeiro, comemorando o solstício do inverno. De acordo com seus cálculos, o dia 25 era a data em que o Sol se encontrava mais fraco, porém pronto para recomeçar a crescer e trazer vida às coisas da Terra.

Durante a data, que acabou conhecida como o Dia do Nascimento do Sol Invicto, as escolas eram fechadas e ninguém trabalhava, eram realizadas festas nas ruas, grandes jantares eram oferecidos aos amigos e árvores verdes - ornamentadas com galhos de loureiros e iluminadas por muitas velas - enfeitavam as salas para espantar os maus espíritos da escuridão. Os mesmos objetos eram usados para presentear uns aos outros.

Apenas após a cristianização do Império Romano, o 25 de dezembro passou a ser a celebração do nascimento de Cristo. A maior parte dos historiadores afirma que o primeiro Natal como conhecemos hoje foi celebrado no ano 336 d.C.. A troca de presentes passou a simbolizar as ofertas feitas pelos três reis magos ao menino Jesus, assim como outros rituais também foram adaptados e cristianizados.

As origens dos símbolos natalinos (renas, trenó, duendes, arvores, presentes, etc.) são seculares e possuem como fundamento, diversas lendas pagãs; representavam a forma das religiões não cristãs cultuarem suas divindades.

MISSA DE NATAL HOJE NA IGREJA MATRIZ


Hoje celebramos, com alegria e muita emoção, o Nascimento de Jesus e a Salvação que vem ao nosso encontro neste Natal. Nesta, quarta-feira 24/12/08, logo mais às 19:00 horas Santa Missa de Natal na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição e São João Batista.

Animação: Grupo de Jovens Associados à Igreja Católica – GRUJAIC. Celebrante: padre Theodoro Snijders.

9º DIA NOVENA DE NATAL “Ó VINDE, ADOREMOS!”


Tema: Ó VINDE, ADOREMOS!

Chegamos ao nono e último “Dia da Novena de Natal”. Na residência do casal Ernilson e Fátima. Hoje celebramos, com alegria e muita emoção, o Nascimento de Jesus e a Salvação que vem ao nosso encontro neste Natal.

É um tempo especial dentro de outro tempo especial, como é o Advento. Todos estes dias estão marcados pela espera gozosa do nascimento de Nosso Senhor Jesus. Nesses nove dias, a Igreja nos exorta a nos centrarmos mais no Senhor, olhando as atitudes de Maria e de José, para aprendermos, com Ele, como se vive de acordo com a vontade do Pai.

Que estes dias de preparação ao nascimento do Filho de Deus nos ajudem a preparar nosso coração para que também nasça em cada um de nós.

Natal é o nascimento de Jesus que veio ao mundo para nos salvar.

Peço a Deus que todos tenham muita fé e que os povos consigam viver em paz.

Equipe do blog Pastoral Familiar de Apodi

EVANGELHO DO DIA (Lc 1,67-79)

Quarta-Feira, 24 de Dezembro de 2008
Pf. do Advento

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 67Zacarias, o pai de João, repleto do Espírito Santo, profetizou, dizendo: 68“Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. 69Fez aparecer para nós uma força de salvação na casa de seu servo Davi, 70como tinha prometido desde outrora, pela boca de seus santos profetas, 71para nos salvar dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam.
72Ele usou de misericórdia para com nossos pais, recordando-se de sua santa aliança 73e do juramento que fez a nosso pai Abraão, para conceder-nos, 74que, sem temor e libertos das mãos dos nossos inimigos, nós o sirvamos, 75com santidade e justiça, em sua presença, todos os nossos dias.
76E tu, Menino, serás chamado profeta do Altíssimo, pois irás adiante do Senhor para preparar-lhe os caminhos, 77anunciando ao seu povo a salvação, pelo perdão dos seus pecados. 78Graças à misericordiosa compaixão do nosso Deus, o sol que nasce do alto nos visitará, 79para iluminar os que jazem nas trevas e nas sombras da morte, e dirigir nossos passos no caminho da paz".

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL...


Natal é aniversário de Jesus - nosso Senhor!

Desejo a todos os leitores, amigos queridos, que tenham um Natal abençoado!
Que cada um de nós, antes dos presentes, das bebidas e comidas, lembre-se de agradecer àquEle cujo nascimento nos trouxe a Vida em Abundância!!!

Abraços fraternos a todos!
Blog Pastoral familiar de Apodi

PROGRAMA DE VIDA DE UM JOVEM CATÓLICO

Apesar do Título ser "Programa de Vida de um Jovem Católico", acho que pode ser usado por qualquer idade!!!!

Abraços e boa leitura!
****
Por: Pe. Gaspar Pelegrini.

1 - Instrui-se nas Verdades Eternas. Procura conhecer a Religião, com seus dogmas, seus preceitos. Conhece a Deus e sabe que Deus o ama e só quer o seu bem.

2 - Obedece a Deus e a Seus representantes. Respeita os Mandamentos de Deus e da Igreja. Vê em seus pais e superiores os representantes de Deus.

3 - Freqüenta os Sacramentos. Sabe que, pela confissão, consegue o perdão dos pecados passados, e, pela comunhão, força para evitar novas quedas.

4 - Reza com freqüência, principalmente a Nossa Senhora. Não deixa passar um dia sem rezar. Vê em Nossa Senhora, uma Mãe que o ama muito. Reza sempre o Terço.

5 - Pensa em seu futuro. Antes de escolher qualquer profissão ou carreira, procura ver o que Deus quer dele. Está disposto a seguir a vocação ao sacerdócio ou à vida religiosa, se Deus assim o quiser.Se vê que a vontade de Deus é que se case, leva a sério o namoro, escolhendo bem e respeitando a companheira.

6 - Luta contra o pecado e suas ocasiões. Prefere morrer a ofender a Deus, seu Pai, seu Salvador. Sabe quanto Jesus já sofreu pelos pecados. Esforça-se por viver sempre na graça de Deus. Evita programas inconvenientes na televisão, revistas, ambientes perigosos. Vive sempre na presença de Deus.

7 - Foge da ociosidade. Está convencido de que a maneira mais fácil de cair no pecado é ficar sem fazer nada. Por isso está sempre ocupado.

8 - Evita os maus companheiros. Sabe que quem ama o perigo, nele cairá. Por isso foge de todos aqueles que podem fazer mal à sua alma, mesmo sob pretexto de amizade.

9 - Não leva os outros ao pecado. Tem grande cuidado para não dar escândalo. Não aconselha, nem convida a ninguém para ações ou lugares pecaminosos.

10 - Detesta todos os vícios. Não se deixa prender pelo álcool. Foge das drogas. Evita a música pesada e as imorais, porque também viciam. Combate todas as tentações contra a castidade (pensamentos, palavras, olhares, desejos, ações com outros ou sozinho).

Fonte: Blog do Prof. Felipe Aquino

8º DIA NOVENA DE NATAL “Ó VINDE, ADOREMOS!”


Será realizado hoje o “8º Dia da Novena de Natal” na residência do casal Fabiano e Magneide. É um tempo especial dentro de outro tempo especial, como é o Advento.

Todos estes dias estão marcados pela espera gozosa do nascimento de Nosso Senhor Jesus. Nesses nove dias, a Igreja nos exorta a nos centrarmos mais no Senhor, olhando as atitudes de Maria e de José, para aprendermos, com Ele, como se vive de acordo com a vontade do Pai.

Que estes dias de preparação ao nascimento do Filho de Deus nos ajudem a preparar nosso coração para que também nasça em cada um de nós.

Natal é o nascimento de Jesus que veio ao mundo para nos salvar.

Peço a Deus que todos tenham muita fé e que os povos consigam viver em paz.

Equipe do blog Pastoral Familiar de Apodi

EVANGELHO DO DIA (Lc 1,57-66)

Terça-Feira, 23 de Dezembro de 2008
Pf. do Advento


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

57Completou-se o tempo da gravidez de Isabel, e ela deu à luz um filho. 58Os vizinhos e parentes ouviram dizer como o Senhor tinha sido misericordioso para com Isabel, e alegraram-se com ela. 59No oitavo dia foram circuncidar o menino, e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias. 60A mãe porém disse: “Não! Ele vai chamar-se João”. 61Os outros disseram: "Não existe nenhum parente teu com esse nome!" 62Então fizeram sinais ao pai, perguntando como ele queria que o menino se chamasse.
63Zacarias pediu uma tabuinha, e escreveu: “João é o seu nome”. 64No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu, sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus. 65Todos os vizinhos ficaram com medo, e a notícia espalhou-se por toda a região montanhosa da Judéia. 66E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando: "O que virá a ser este menino?" De fato, a mão do Senhor estava com ele.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

TERÇO DA FAMÍLIA


Que bom seria se, a partir de hoje, acolhendo o convite da Pastoral Familiar de Apodi, os cristãos individualmente e as famílias procurassem recuperar esta maravilhosa tradição que pode contribuir muito na construção de uma sólida espiritualidade individual e familiar.

O Rosário foi para muitas famílias, e continua sendo para outras, a oração da família e a oração pela família. Muitos lembram aqueles encontros com saudade. Com certeza, favorecia a união e a espiritualidade familiar. É preciso não perder, ou recuperar, esta preciosa herança.

A família que reza o Rosário segue o exemplo da família de Nazaré: põe Jesus no centro, partilha com Ele alegrias e sofrimentos, coloca nas suas mãos necessidades e projetos, de Jesus recebe a esperança e a força dos pequenos.

Rezar o Rosário com os filhos, educando-os desde a tenra idade para este momento diário de espiritualidade familiar, pode não trazer a solução de todos os problemas, mas é uma ajuda espiritual que não se deve subestimar.

Peçamos à mãe, que o Filho nos atenderá! Ou como dizia um santo: “Planta Maria, colhe Jesus”.

Hoje: “Terço da Família”
Horário: 18:00 horas
Residência: Dona Dalva
Local: Av: Marechal Floriano vizinho a casa de Pe. Ruterlan de Sousa
Responsável: Pastoral Familiar Apodi
Cidade: Apodi – RN

7ª DIA NOVENA DE NATAL “Ó VINDE, ADOREMOS!”



Tema: TOMAR POSSE DA PROMESSA


Será realizado hoje o “7ª Dia da Novena de Natal” na residência do casal Janio e Aleane. É um tempo especial dentro de outro tempo especial, como é o Advento. Todos estes dias estão marcados pela espera gozosa do nascimento de Nosso Senhor Jesus.

Nesses nove dias, a Igreja nos exorta a nos centrarmos mais no Senhor, olhando as atitudes de Maria e de José, para aprendermos, com Ele, como se vive de acordo com a vontade do Pai.

Que estes dias de preparação ao nascimento do Filho de Deus nos ajudem a preparar nosso coração para que também nasça em cada um de nós.

Natal é o nascimento de Jesus que veio ao mundo para nos salvar.

Peço a Deus que todos tenham muita fé e que os povos consigam viver em paz.

Equipe do blog Pastoral Familiar de Apodi

EVANGELHO DO DIA (Lc, 1,46-56)

Segunda-Feira, 22 de Dezembro de 2008
Pf. do Advento II


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 46Maria disse: "A minha alma engrandece o Senhor, 47e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, 48porque olhou para a humildade de sua serva. Doravante todas as gerações me chamarão bem-aventurada, 49porque o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. O seu nome é santo, 50e sua misericórdia se estende, de geração em geração, a todos os que o temem.
51Ele mostrou a força de seu braço: dispersou os soberbos de coração. 52Derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes. 53Encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias. 54Socorreu Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia, 55conforme prometera aos nossos pais, em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre". 56Maria ficou três meses com Isabel; depois voltou para casa.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

domingo, 21 de dezembro de 2008

O CATOLICISMO PARA OS CATÓLICOS

O intuito principal desse blog é esclarecer os católicos acerca de sua própria religião. Somos parte de uma religião de 2000 anos, e muita informação acaba se perdendo, ou não temos acesso a ela, e acabamos "doutrinados" pela TV, que, exceto as cristãs como Canção Nova, Aparecida, Século XXI, Rede Vida e etc., nos trazem uma visão totalmente distorcida a respeito de nossa Igreja.

Entretanto, contamos constantemente com alguns visitantes de outras religiões, o que me alegra muito, e sempre serão bem vindos - é interessante que vocês conheçam também nossa Igreja, o conhecimento nunca é nulo, não é mesmo??

Essa publicação do site Zenit me chamou a atenção pelo seguinte: muitos dizem que a Igreja vive fabricando Milagres... e olha só, entre as 7 mil (7000) declarações de cura apresentadas em Lourdes (França), somente 67 foram reconhecidas como milagres... existe todo um processo para definir se isso foi um milagre ou não. E isso é importante que saibamos... a cura milagrosa não é algo que um médico poderia fazer, é algo que está acima da ciência, e envolve também uma mudança espiritual.

Outra dúvida freqüente: não é Nossa Senhora que cura. Maria intercede (assim como nas Bodas de Caná) para que seu filho Jesus realize a cura. Ele é Deus, Maria não é Deusa.

Amamos Maria, como nossa mãe, não a adoramos, simplesmente a Veneramos. Sua imagem, para nós serve como uma foto - e a olhamos, com todo o amor de um filho que olha a foto da mãe que hoje está distante...

Lembro-me de ver mulheres apaixonadas que olham a foto do namorado que mora longe... elas olham com tanto carinho sua foto... com tanto amor... e olham de novo, e vêem cada detalhe, cada cílio, etc... isso não é adoração... assim como, quando olhamos para uma imagem, não a estamos adorando, mas venerando, amando...

Abraços e bom fim de semana.

Equipe do blog!

EVANGELHO DO DIA (Lc, 1,26-38)

Domingo, 21 de Dezembro de 2008
4ª Semana do Advento


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria.
28O anjo entrou onde ela estava e disse: "Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!"
29Maria ficou perturbada com essas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação.
30O anjo, então, disse-lhe: “Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim”.
34Maria perguntou ao anjo: “Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?”
35O anjo respondeu: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível”.
38Maria, então, disse: “Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!” E o anjo retirou-se.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

TERÇO DOS HOMENS MÃE RAINHA

Logo mais às 18:00 horas, na Igreja Matriz tem o Terço dos Homens Mãe Rainha, vamos fazer uma corrente de oração maior ainda do que sexta-feira passada.

Você é nosso convidado todo especial. Venha e chame mais um irmão para juntos rezarmos por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Logo após, às 19hs Missa na Igreja Matriz com os casais que fazem parte do ECC – Encontro de Casais com Cristo. Na oportunidade, será anunciada a nova “Equipe Dirigente” que vai dirigir os trabalhos nesse ano de 2009.

Rezando busco seguir os passos de Jesus!

EVANGELHO DO DIA (Lc, 1,5-25)

Sexta-Feira, 19 de Dezembro de 2008
3ª Semana do Advento


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

5Nos dias de Herodes, rei da Judéia, vivia um sacerdote chamado Zacarias, do grupo de Abia. Sua esposa era descendente de Aarão e chamava-se Isabel. 6Ambos eram justos diante de Deus e obedeciam fielmente a todos os mandamentos e ordens do Senhor. 7Não tinham filhos, porque Isabel era estéril, e os dois já eram de idade avançada.
8Em certa ocasião, Zacarias estava exercendo as funções sacerdotais no Templo, pois era a vez do seu grupo. 9Conforme o costume dos sacerdotes, ele foi sorteado para entrar no Santuário, e fazer a oferta do incenso. 10Toda a assembléia do povo estava do lado de fora rezando, enquanto o incenso estava sendo oferecido.
11Então apareceu-lhe o anjo do Senhor, de pé, à direita do altar do incenso. 12Ao vê-lo, Zacarias ficou perturbado e o temor apoderou-se dele. 13Mas o anjo disse: “Não tenhas medo, Zacarias, porque Deus ouviu tua súplica. Tua esposa, Isabel, vai ter um filho, e tu lhe darás o nome de João. 14Tu ficarás alegre e feliz, e muita gente se alegrará com o nascimento do menino, 15porque ele vai ser grande diante do Senhor. Não beberá vinho nem bebida fermentada e, desde o ventre materno, ficará repleto do Espírito Santo. 16Ele reconduzirá muitos do povo de Israel ao Senhor seu Deus. 17E há de caminhar à frente deles, com o espírito e o poder de Elias, a fim de converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à sabedoria dos justos, preparando para o Senhor um povo bem disposto”.
18Então Zacarias perguntou ao anjo: “Como terei certeza disto? Sou velho e minha mulher é de idade avançada”. 19O anjo respondeu-lhe: “Eu sou Gabriel. Estou sempre na presença de Deus, e fui enviado para dar-te esta boa notícia. 20Eis que ficarás mudo e não poderás falar, até o dia em que essas coisas acontecerem, porque não acreditaste nas minhas palavras, que se hão de cumprir no tempo certo”.
21O povo estava esperando Zacarias, e admirava-se com a demora no Santuário. 22Quando saiu, não podia falar-lhes. E compreenderam que ele tinha tido uma visão no Santuário. Zacarias falava por sinais e continuava mudo.
23Depois que terminou seus dias de serviço no Santuário, Zacarias voltou para casa. 24Algum tempo depois, sua esposa Isabel ficou grávida, e escondeu-se durante cinco meses. 25Ela dizia: “Eis o que o Senhor fez por mim, nos dias em que ele se dignou tirar-me da humilhação pública!”

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

4ª DIA NOVENA DE NATAL “Ó VINDE, ADOREMOS!”


Tema: PELA FÉ, NÓS CREMOS

Será realizado hoje o “4ª Dia da Novena de Natal” na residência do casal Moisés e Divaneide. É um tempo especial dentro de outro tempo especial, como é o Advento.

Todos estes dias estão marcados pela espera gozosa do nascimento de Nosso Senhor Jesus. Nesses nove dias, a Igreja nos exorta a nos centrarmos mais no Senhor, olhando as atitudes de Maria e de José, para aprendermos, com Ele, como se vive de acordo com a vontade do Pai.

Que estes dias de preparação ao nascimento do Filho de Deus nos ajudem a preparar nosso coração para que também nasça em cada um de nós.

Natal é o nascimento de Jesus que veio ao mundo para nos salvar.

Peço a Deus que todos tenham muita fé e que os povos consigam viver em paz.

Equipe do blog Pastoral Familiar de Apodi

PASTORAL DA PESSOA IDOSA CELEBRA HOJE

Convidamos toda comunidade cristã, para participar de uma Celebração, às 19:00 horas, que acontece hoje na Quadra de Esportes, no Distrito de Soledade. Saída às 18:30hs da casa do nosso irmão Geraldinho.

Será um grande momento de Louvor e de Adoração ao nosso Deus. Celebrante: Pastoral da Pessoa Idosa. Sintam-se todos convidados a participarem!

JESUS ESPERA POR VOCÊ!!!

EVANGELHO DO DIA (Mt, 1,18-24)

Quinta-Feira, 18 de Dezembro de 2008
3ª Semana do Advento


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

8A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. 19José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria, em segredo. 20Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. 22Tudo isso aconteceu para se cumprir o que o Senhor havia dito pelo profeta: 23“Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho. Ele será chamado pelo nome de Emanuel, que significa: Deus está conosco”. 24Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado, e aceitou sua esposa.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

QUAL A ORIGEM DA IGREJA CATÓLICA?

A Igreja tem origem divina, como seria de se esperar. Mas antes mesmo de ser fundada de fato, Cristo fez questão de manifestar este seu desejo e interesse divino aos seus Apóstolos. É São Mateus, em seu Evangelho (aliás, muito apropriadamente chamado de "O Evangelho da Igreja", por ser o único Evangelho a utilizar o termo), que coloca na boca de Jesus a intenção explícita da criação da Igreja:

Em Mt 16,18, Jesus promete edificar a Sua Igreja sobre Pedro que, momentos antes (vers. 16) testemunhara em seu nome e no dos demais Apóstolos a Messiandade e Filiação Divina de Cristo. A Igreja de Jesus terá como principal característica a indestrutibilidade, mesmo quando sondada pelas artimanhas do demônio. A Igreja, portanto, ainda não havia sido fundada, mas já tinha o seu chefe (papa) escolhido entre os discípulos: é Pedro que recebe as chaves do Reino, com o poder de ligar e desligar as coisas no céu...

Posteriormente, em Mt 18,17, Jesus volta a falar de Sua futura Igreja, confirmando a sua autoridade perante seus fiéis: o pecador que não escutasse o seu irmão e fosse entregue à Igreja, se ainda assim permanecesse no pecado, não ouvindo seus irmãos na fé e nem, por último, a Igreja (isto é, não se submetendo à autoridade eclesiástica), deveria ser excluído da comunidade cristã [eis a remota origem da excomunhão]. O versículo 18 do mesmo capítulo estende o poder de "ligar e desligar" aos demais apóstolos sem, porém, retirar de Pedro a primazia (=chaves) sobre os demais, como podemos confirmar em Lc 22,32 e Jo 21,15-17.

Temos, então, que a Igreja do Senhor foi fundada após a ressurreição de Jesus. É o livro dos Atos dos Apóstolos, a partir do capítulo 1, vers. 12 que oferece os dados mais importantes sobre o início da Igreja. Poucos dias antes da fundação oficial da Igreja, em aparição aos seus discípulos, antes de ascender aos céus, Jesus promete-lhes o Espírito Santo (vers. 8) para que o Evangelho possa atingir todas as nações (v.tb. Mc 16,15). Assim, os discípulos aguardam em Jerusalém a vinda do Espírito Santo, que marcará o início da Igreja, e, enquanto esperam, elegem o substituto para a vaga deixada por Judas Iscariotes, o traidor de Cristo que cometera o suicídio (At 1,15-26).

Chega, então, o dia da festa de Pentecostes e os apóstolos estão todos reunidos no Cenáculo; eis que de repente cumpre-se a promessa de Jesus e o Espírito Santo vem sobre todos os discípulos que começam a pregar a Palavra de Deus em vários idiomas, de forma que pudessem ser compreendidos por todos, especialmente pelos estrangeiros que estavam presentes em Jerusalém para as festividades. Como poderiam aqueles homens rudes - boa parte composta por pescadores ignorantes - estarem demonstrando cultura, se expressando perfeitamente em línguas que jamais tiveram a oportunidade de conhecer (At 2,1-13)?

Pedro aproveita a oportunidade e, como líder primaz da Igreja, discursa testemunhando fervorosamente Jesus Cristo e obtém a conversão de aproximadamente 3000 pessoas de uma só vez! É a ação do Espírito Santo em favor da Sua Igreja! (At 2,14-41).

Essa comunidade cristã passa a se reunir no primeiro dia da semana (domingo), recordando o dia da ressurreição de Jesus, para a realização da "fração do pão e orações" (cf. At 2,42), isto é, para celebrarem a Santa Missa em sua forma mais primitiva.

Mas a Igreja deve ainda pregar as boas novas de Jesus para todos os povos e, para isso, necessita de missionários que estejam dispostos a partir para outras nações... é certo que todos os Apóstolos partiram em missão, permanecendo apenas Tiago, parente de Jesus, em Jerusalém. Para aumentar a expansão da Igreja pelo mundo pagão, o próprio Senhor seleciona a dedo um de seus grandes perseguidores: Saulo de Tarso.

Após converter-se por intermédio de uma visão particular de Jesus (At 9,3-9) e mudar seu nome para Paulo, este ex-perseguidor passa a ser o principal missionário da Igreja primitiva, e realiza importantes pregações e conversões entre os gentios, podendo ainda ter atingido a Espanha! (Rom 15,24.28). A Igreja cresce e a hierarquia começa a surgir, com a nomeação de presbíteros e diáconos (At 6,1-6; 1Tim 4,14) para liderar e auxiliar as várias comunidades que surgem a partir de então.

Porém, como a mensagem cristã foi primeiramente voltada para os judeus, surgindo as primeiras conversões a partir desse grupo, logo, com a conversão dos gentios, surgiu um dilema: estariam estes obrigados a seguir a Lei de Moisés como os judeus? Os missionários judaizantes (cristãos convertidos do judaísmo), por conta própria, começam a impor as regras mosaicas - inclusive a circuncisão - também para os gentios e, em pouco tempo, passam a confrontar Paulo diretamente, que defendia a não validade da Lei para estes.

A solução para o problema é obtida mediante um Concílio reunido em Jerusalém (At 15), onde os Apóstolos, seguindo a orientação de São Pedro (o 1º papa!), decidem que os gentios não estão obrigados a observar a lei mosaica, com exceção de pouquíssimos detalhes claramente disciplinares e, por isso mesmo, de aplicação temporária.

Estava agora a Igreja - por inspiração do Espírito Santo - libertada de uma vez por todas das correntes que a prendia ao judaísmo e, daí pra frente, expandiu-se por todo o mundo, tornando a mensagem salvífica de Cristo conhecida de todos os povos e guardando até hoje, com respeito e cuidado, o sagrado Depósito da Fé. Mas, para o sucesso da expansão do Evangelho, foi primordial a mudança estratégica da sede da Igreja, deixando Jerusalém e se estabelecendo definitivamente em Roma (1Pd 5,13), de onde partiam todas as estradas para o mundo até então conhecido, o que certamente facilitou as missões...

Concluindo, percebemos que a verdadeira Igreja de Cristo possui 3 características, além da própria unidade:

É Católica: porque o Evangelho deve chegar a todos os homens de todas as nações, isto é, ser universal (v. Is 2,2-5; 56,6-8; 1Cor 12,13; Gál 3,27-28; Col 3,11).

É Apostólica: pois a mensagem de Cristo passa * necessariamente * pelos Apóstolos, que representam as 12 tribos de Israel (Mt 19,28) e se tornaram colunas da Igreja (Ap 21,14).

É Romana: porque o chefe visível da Igreja - o papa - legítimo sucessor de São Pedro, está estabelecido em Roma; com ele, todos os bispos do mundo (sucessores dos demais Apóstolos) devem estar em plena comunhão (At 15) - (obs.: o título "romana" não tem sentido de nacionalidade ou restrição, em contraste com o título "católica", que tem o sentido de universalidade; "romana" simplesmente indica a localização da sede mundial da Igreja, e apenas isso...).

Por Carlos Martins Nabeto

3ª DIA NOVENA DE NATAL


Será realizado hoje o “3ª Dia da Novena de Natal” na residência do casal Bigode e Ivane. É um tempo especial dentro de outro tempo especial, como é o Advento. Todos estes dias estão marcados pela espera gozosa do nascimento de Nosso Senhor Jesus.

Nesses nove dias, a Igreja nos exorta a nos centrarmos mais no Senhor, olhando as atitudes de Maria e de José, para aprendermos, com Ele, como se vive de acordo com a vontade do Pai.

Que estes dias de preparação ao nascimento do Filho de Deus nos ajudem a preparar nosso coração para que também nasça em cada um de nós.

Natal é o nascimento de Jesus que veio ao mundo para nos salvar.
Peço a Deus que todos tenham muita fé e que os povos consigam viver em paz.

Equipe do blog Pastoral Familiar de Apodi

PASTORAL DA PESSOA IDOSA CELEBRA HOJE

Convidamos toda comunidade cristã, para participar de uma Celebração, às 19:00 horas, que acontece hoje na residência da nossa irmã Jecina Gomes por uma graça alcançada, no Sítio Estreito, todas as comunidades adjacentes estão convidadas.

Será um grande momento de Louvor e de Adoração ao nosso Deus. Celebrante: Pastoral da Pessoa Idosa. Sintam-se todos convidados a participarem!

JESUS ESPERA POR VOCÊ!!!

EVANGELHO DO DIA (Mt, 1,1-17)

Quarta-Feira, 17 de Dezembro de 2008
3ª Semana do Advento


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

1Livro da origem de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão. 2Abraão gerou Isaac; Isaac gerou Jacó; Jacó gerou Judá e seus irmãos. 3Judá gerou Farés e Zara, cuja mãe era Tamar. Farés gerou Esrom; Esrom gerou Aram; 4Aram gerou Aminadab; Aminadab gerou Naasson; Naasson gerou Salmon; 5Salmon gerou Booz, cuja mãe era Raab. Booz gerou Obed, cuja mãe era Rute. Obed gerou Jessé. 6Jessé gerou o rei Davi.
Davi gerou Salomão, daquela que tinha sido mulher de Urias. 7Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa; 8Asa gerou Josafá; Josafá gerou Jorão. Jorão gerou Ozias; 9Ozias gerou Jotão; Jotão gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias; 10Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amon; Amon gerou Josias. 11Josias gerou Jeconias e seus irmãos, no tempo do exílio na Babilônia.
12Depois do exílio na Babilônia, Jeconias gerou Salatiel; Salatiel gerou Zorobabel; 13Zorobabel gerou Abiud; Abiud gerou Eliaquim; Eliaquim gerou Azor; 14Azor gerou Sadoc; Sadoc gerou Aquim; Aquim gerou Eliud; 15Eliud gerou Eleazar; Eleazar gerou Matã; Matã gerou Jacó. 16Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. 17Assim, as gerações desde Abraão até Davi são catorze; de Davi até o exílio na Babilônia catorze; e do exílio na Babilônia até Cristo, catorze.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

MISSA HOJE

Hoje quarta-feira 17/12/08, logo mais às 19:00 horas Santa Missa na Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição e São João Batista.

Animação: Grupo de Jovens Associados à Igreja Católica – GRUJAIC. Celebrante: padre Theodoro Snijders.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

PASTORAL DA PESSOA IDOSA CELEBRA HOJE

Convidamos toda comunidade cristã, para participar de uma Celebração, às 19:00 horas, que acontece hoje na residência do nosso irmão Vem Vem. Rua Nonato Mota. Bairro: Malvinas.

Será um grande momento de Louvor e de Adoração ao nosso Deus. Celebrante: Pastoral da Pessoa Idosa. Sintam-se todos convidados a participarem!

JESUS ESPERA POR VOCÊ!!!

COMO SER UM BOM CATÓLICO

Bom dia!
Continuemos nossas catequeses!!!

Abraços
Janio Duarte
******

Eis aqui algumas regras básicas obrigatórias que todos os Católicos deveriam saber. Entretanto, alguns Católicos não as conhecem ou, mesmo conhecendo, não as seguem:

Participe da Missa semanalmente.
Faltar à Missa deliberadamente nos sábados à tarde (Missas dominicais) ou nos domingos é um pecado mortal.

Participe da Missa nos Dias Santos de Guarda.
Somos obrigados fazê-lo em certos dias festivos do ano. O calendário Católico fornece uma lista de todos esses dias.

Confesse ao menos uma vez por ano se estiver em pecado mortal.
Um pecado mortal é aquele contra quaisquer dos Dez Mandamentos. O Catecismo da Igreja Católica ensina a diferença entre os pecados mortais e os veniais.

Creia de todo o coração na Presença Verdadeira, Corpo, Sangue, Alma e Divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo na Santa Eucaristia.
Não comungue se tem consciência de que está em pecado mortal. Este seria um outro e ainda pior pecado mortal chamado Sacrilégio. É aconselhável fazer um exame de consciência todos os dias e especialmente antes da Confissão.

"Sede submissos e obedecei aos que vos guiam pois eles velam por vossas almas e delas devem dar conta. Assim, eles o farão com alegria, e não a gemer, que isto vos seria funesto.. Hebreus 13,17

Os adultos estão sujeitos aos seus superiores no trabalho, às autoridades e à lei. Obviamente, tudo isso deve se submeter à lei de Deus, a qual devemos dar prioridade.

Obedeça aos ensinamentos do Santo Padre o Papa e ao Magistério da Igreja.
Temos que respeitar a vida em todos os sentidos. O Aborto é o assassinato da criatura mais indefesa de Deus, uma criança inocente no ventre de sua mãe. A vida começa na concepção. Os defensores do aborto tentam esconder o que, na verdade, é "assassinato legalizado" usando o termo Pró-Escolha. NÃO é escolha de uma mãe assassinar seu filho ainda por nascer ou não. A criança não é dela. Pertence a DEUS. Não é uma parte de seu corpo. Como poderia ser, se pode ser menina ou menino? É uma pessoa à parte, com seu próprio organismo e pode até ter um tipo de sangue diferente da mãe. Assim sendo, nosso Criador criou cada pessoa única, funcionando independentemente e com o potencial para ser um humilde membro deste mundo ou ser uma grande pessoa.

Em nosso país maravilhoso, cada um de nós tem o poder de votar e colocar grandes personalidades na liderança. Um bom Católico, vota com inteligência e cuidado em uma pessoa que é a favor da vida, a favor de DEUS. Votar na onda de popularidade que abrange arrogância, auto-engrandecimento e orgulho pelos que advogam o direito de escolha é votar naqueles que propõem uma cultura da morte. Isto é estritamente proibido e contra os ensinamentos da Igreja Católica, que são os ensinamentos de Cristo! Um voto a favor da vida é dizer sim a DEUS. Lembre-se. Maria, nossa Mãe Bendita, disse "SIM" a DEUS. Faça o seu voto valer pela Vida!

Não pratique contracepção.
É contra a Sagrada Escritura e o ensinamento da Igreja. O Planejamento Familiar Natural, conforme ensinado pela Igreja Católica, é o caminho certo. O Papa Paulo VI escreveu uma Encíclica em 1968 na qual ele preveu as funestas conseqüências da contracepção, se continuasse. Chama-se Humanae Vitae. Certifique-se de ler o parágrafo 17, que previu exatamente o que iria acontecer e está acontecendo hoje em dia, mais de 30 anos depois. Contracepção é a mentalidade drogada que leva ao aborto e além.

Os pais têm a responsabilidade de ensinar os filhos a distinguir o certo do errado desde cedo e tomar providências para que tenham uma educação Católica adequada.
Ensine-os a participar da Missa aos domingos, a rezarem, que DEUS os ama, etc., assim que eles tiverem capacidade para entender. Esta não é uma obrigação da Igreja, a primeira responsabilidade é dos pais.

Tenha uma devoção amorosa pela Bem-Aventurada Mãe de Deus e nossa.
Reze o Rosário todos os dias.

Reze todos os dias. Reze o Ato de Contrição todas as noites.
Apóie a Igreja financeiramente. Cada pessoa deveria saber com quanto pode contribuir.

Por Bob Stanley

EVANGELHO DO DIA (Mt, 21, 28-32)

Terça-Feira, 16 de Dezembro de 2008
3ª Semana do Advento


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos chefes dos sacerdotes e aos anciãos do povo: 28“Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, ele disse: ‘Filho, vai trabalhar hoje na vinha!’ 29O Filho respondeu: ‘Não quero’. Mas depois mudou de opinião e foi. 30O pai dirigiu-se ao outro filho e disse a mesma coisa. Este respondeu: ‘Sim, senhor, eu vou’. Mas não foi. 31Qual dos dois fez a vontade do pai?”
Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “O primeiro”. Então Jesus lhes disse: “Em verdade vos digo, que os publicanos e as prostitutas vos precedem no Reino de Deus. 32Porque João veio até vós num caminho de justiça, e vós não acreditastes nele. Ao contrário, os publicanos e as prostitutas creram nele. Vós, porém, mesmo vendo isso, não vos arrependestes para crer nele”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

COMEÇA A NOVENA DE NATAL

Começou hoje a Novena de Natal no site www.oarcanjo.net – neste Advento, você poderá acompanhar online as reflexões e orações conduzidas pelo Pe. Júlio Lancellotti em programas atualizados diariamente.

A página da comunidade São Miguel Arcanjo tem ainda:

• Cobertura do encontro dos crismandos, ocorrido dia 07 passado.

• Convite para a festa de Natal do povo da rua na Comunidade São Martinho, com a receita do bolo de pão de ló que será distribuído após o almoço.

• Novos textos no blog do Pe. Júlio (sobre a Virgem de Guadalupe, Santa Virgínia Bracelli, Dholy, D. Angélico, entre outros temas).

• Reflexões: Frei Betto comenta os 60 anos da Declaração dos Direitos Humanos e D. Demétrio fala da tragédia em Santa Catarina.

• E muito mais...

POR QUE O NATAL É COMEMORADO NO DIA 25 DE DEZEMBRO?

Jesus não nasceu no dia 25/12. A Bíblia não cita o dia em que Jesus nasceu, mas uma coisa é certa, há poucas possibilidades de ter sido nesta data, pois, na noite em que nasceu, conforme Lucas 2.8, que “havia pastores no campo que velavam e guardavam seus rebanhos durante a vigília da noite", isto quer dizer que não era inverno na Palestina. Seria muito difícil para Maria grávida viajar durante esta época de muito frio. Muito provavelmente seria outono (setembro/outubro) ou primavera (abril/maio).

Existem registros que indicam que nos primeiros tempos da era cristã esta data era comemorada entre 25/3 e 20/4. Contudo, existem algumas versões para explicar a comemoração nesta data. Antigamente, o tempo era orientado pela lua e ciclos agrícolas. Com
isso, o solstício do inverno (dia mais curto no hemisfério norte – 21/12) tinha certo grau de importância. Em diferentes culturas pagãs estas passagens dos solstícios eram comemoradas com festas e associadas ao deus do sol. Com base na adoração destes deuses era comemorado o dia “Sol Invictus”. Foi o imperador romano Aureliano, em 274 a.C , que definiu o dia 25 de dezembro.

Como - O Dia do Nascimento do Sol Inconquistável em homenagem ao deus do povo greco-romano – Apolo. Ainda 400 anos mais tarde, na época do imperador romano Constantino esta festa era muito popular e celebrada. A fixação oficial desta data como nascimento de Jesus foi determinada pelo papa da época Júlio I no ano de 350 d.C. com o propósito de substituir esta festa do deus sol, pelo nascimento de Jesus o verdadeiro Sol da Justiça. O primeiro calendário de que se tem notícia que marca essa data é o de Filocalos no ano de 354 d.C. Como disse o sábio Angelus Silesius: "Ainda que Cristo nascesse mil vezes em Belém, se não nasce dentro de ti, sua alma segue extraviada".

Por Samuel Scheffler

EVANGELHO DO DIA (Mt, 21, 23-27)

Segunda-Feira, 15 de Dezembro de 2008
3ª Semana do Advento


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 23Jesus voltou ao Templo. Enquanto ensinava, os sumos sacerdotes e os anciãos do povo aproximaram-se dele e perguntaram: “Com que autoridade fazes estas coisas? Quem te deu tal autoridade?”
24Jesus respondeu-lhes: “Também eu vos farei uma pergunta. Se vós me responderdes, também eu vos direi com que autoridade faço estas coisas. 25Donde vinha o batismo de João? Do céu ou dos homens?”
Eles refletiam entre si: “Se dissermos do céu, ele nos dirá: ‘Por que não acreditastes nele?’ 26Se dissermos: ‘Dos homens’, temos medo do povo, pois todos têm João Batista na conta de profeta”. 27Eles então responderam a Jesus: “Não sabemos”. Ao que Jesus também respondeu: “Eu também não vos direi com que autoridade faço estas coisas”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

PECADOS QUE BRADAM AO CÉU

A tradição catequética nos recorda que existem "pecados que bradam ao céu":

  • Homicídio voluntário - O sangue de Abel (cf. Gênese 4,10)
  • Pecado carnal contra a natureza - O pecado dos sodomitas (cf. Gênese 18,20; 19,13)
  • Oprimir o pobre - O clamor do povo oprimido no Egito (cf. Êxodo 3,7-10)
  • O lamento do estrangeiro, da viúva e do órfão (cf. Êxodo 22,20-22)
A injustiça com o assalariado (cf. Deuteronômio 24,14-15; Juízes 5,4)

Fontes: http://www.veritatis.com.br/article/5155

domingo, 14 de dezembro de 2008

EVANGELHO DO DIA (Jo, 1, 6-8.19-28)

Domingo, 14 de Dezembro de 2008
3ª Semana do Advento


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

6Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. 7Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. 8Ele não era a luz, mas veio dar testemunho da luz.
19Este foi o testemunho de João, quando os judeus enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para perguntar: “Quem és tu?”
20João confessou e não negou. Confessou: “Eu não sou o Messias”.
21Eles perguntaram: “Quem és então? És tu Elias?” João respondeu: “Não sou”. Eles perguntaram: “És profeta?” Ele respondeu: “Não”.
22Perguntaram então: “Quem és, afinal? Temos que levar uma resposta para aqueles que nos enviaram. O que dizes de ti mesmo?”
23João declarou: “Eu sou a voz que grita no deserto: ‘Aplainai o caminho do Senhor’” — conforme disse o profeta Isaías.
24Ora, os que tinham sido enviados pertenciam aos fariseus 25e perguntaram: “Por que então andas batizando, se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?”
26João respondeu: “Eu batizo com água; mas no meio de vós está aquele que vós não conheceis, 27e que vem depois de mim. Eu não mereço desamarrar a correia de suas sandálias”.
28Isto aconteceu em Betânia, além do Jordão, onde João estava batizando.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sábado, 13 de dezembro de 2008

A IMACULADA CONCEIÇÃO

Não seria justo com nossa Mãe Santíssima, passar essa semana sem falar um pouco sobre o dogma da Imaculada Conceição, que comemoramos.

Segue um texto que explica esse lindo nome que a Mãe de Jesus e nossa recebeu.

Abraços e um fim de semana com as bênçãos de Maria.

A Imaculada Conceição



O Dogma da Imaculada Conceição afirma que Maria foi concebida sem mancha de pecado original. Ele foi proclamado pelo Papa Pio IX, no dia 8 de dezembro de 1854, na Bula Ineffabilis Deus.

“Declaramos, pronunciamos e definimos que a doutrina que sustenta que a Santíssima Virgem Maria, no primeiro instante de sua concepção, foi por singular graça e privilégio de Deus onipotente em previsão dos méritos de Cristo Jesus, Salvador do gênero humano, preservada imune de toda mancha de culpa original, foi revelada por Deus, portanto, deve ser firme e constantemente crida por todos os fiéis.” (Papa Pio IX)

Esse Dogma abrange dois aspectos importantes:
1º aspecto - A Santíssima Virgem foi preservada da mancha original desde o princípio de sua conceição. Maria foi cumulada, desde a sua geração (concepção), com os dons da graça santificante.
2º aspecto - Esse privilégio foi concedido em virtude dos merecimentos de Jesus Cristo.

O dogma abrange dois pontos importantes:

a) O primeiro é ter sido a Santíssima Virgem preservada da mancha original desde o princípio de sua conceição. Deus abrogou para ela a lei de propagação do pecado original na raça de Adão; ou por outra, Maria foi cumulada, ainda no começo da vida, com os dons da graça santificante.

b) No segundo, vê-se que tal privilégio não era devido por direito. Foi concedido na previsão dos merecimentos de Jesus Cristo. O que valeu a Maria este favor peculiar foram os benefícios da Redenção, na previsão dos méritos de Jesus Cristo, que já existiam nos eternos desígnios de Deus.

Provas na Sagrada Escritura:
Depois da queda do pecado original, Deus falou ao demônio, oculto sob a forma de serpente: "Ei de por inimizade entre ti e a mulher, entre sua raça (semente) e a tua; ela te esmagará a cabeça" (Gen 3, 15). Basta um pouco de boa-vontade para compreender de que "mulher" o texto fala.

A única mulher "cheia de graça", "bendita entre todas", na qual a "semente" ou (raça) foi Nosso Senhor Jesus Cristo (e os cristãos), é a Santíssima Virgem, a nova Eva, mãe do Novo Adão.

Conforme esse texto, há uma luta entre dois antagonistas: de um lado, está uma mulher com o filho; do outro, o demônio. Quem há de ganhar a vitória são aqueles e não estes. Ora, se Nossa Senhora não fosse imaculada, essa inimizade não seria inteira e a vitória não seria total, pois Maria Santíssima teria sido, pelo menos em parte, sujeita ao poder do demônio através do Pecado Original. Em outras palavras, a inimizade entre a mulher (e sua posteridade) e a serpente, implica, necessariamente, que Nosso Senhor e Nossa Senhora não poderiam ter sido manchados pelo pecado original.

Na saudação angélica, quando S. Gabriel diz: "Ave, cheia de graça. O Senhor é convosco". Ora, não se exprimiria desta maneira o anjo e nem haveria plenitude de graça, se Nossa Senhora tivesse o pecado original, visto o homem ter perdido a graça após o pecado.

A maneira da saudação angélica transparece a grandeza de Nossa Senhora, pois o Anjo a saúda com a "Ave, Cheia de Graça". Ele troca o nome "Maria" pela qualidade "Cheia de Graça", como Deus desejou chamá-la.

Ao mesmo tempo, a afirmação "o Senhor é convosco" abrange uma verdade luminosa. Se Nosso Senhor é (está) com Nossa Senhora antes da encarnação ("é convosco"). Sendo palavras anteriores à encarnação do verbo no seio da Virgem Maria, forçoso é reconhecer que onde está Deus não está o pecado. Ou seja, Nossa Senhora não tinha o "pecado original".

Prossegue o arcanjo: Não temas, Maria, pois "achaste graça diante de Deus". Aqui termina a revelação da Imaculada Conceição para começar a da maternidade divina: "Eis que conceberás no teu ventre e darás à luz um filho, e por-lhe-ás o nome de Jesus". (Lc 1, 28).

Pela simples leitura percebe-se a conexão estreita entre duas verdades: "Maria será a mãe de Jesus, porque achou graça diante de Deus".

Mas, que graça Nossa Senhora achou diante de Deus para poder ser escolhida como a Mãe Dele? Ora, a única graça que não existia - ou que estava "perdida" - era a "graça original". Falar, pois, que: "Maria achou graça" é dizer que achou a "graça original". Ora, a "graça original" é a "Imaculada Conceição"!

Os evangelhos sinóticos deixam claro que a palavra "Cheia de Graça", em grego: "Kecharitoménê", particípio passado de "charitóô", de "Cháris", é empregado na Sagrada Escritura para designar a graça em seu sentido pleno, e não no sentido corrente. A tradução literal seria: "omnino Plena Caelesti gratia" ou "Ominino gratiosa reddita": "Cheia de graça".

Ou seja, a tradução do latim: "gratia plena" é mais perfeita do que a palavra portuguesa: "cheia de graça". Nossa Senhora não apenas "encontrou graça", mas estava "plena" de Graça. Corroborando o que disse o Arcanjo logo em seguida: "O Senhor é contigo".

Falando à Santíssima Virgem que Ela "achara graça", o Arcanjo diz: Maria, sois imaculada, e, por isto, sereis a Mãe de Jesus Cristo.

Também é pela própria razão que se pode concluir a Imaculada Conceição. É claro que o argumento racional não é definitivo, mas corroborou com muita conveniência - e completa harmonia - para com ele. Se Maria Santíssima fosse manchada do pecado original, essa mancha redundaria em menor glória para seu filho, que ficou nove meses no ventre de uma mulher que teria sido concebida na vergonha daquele pecado. Se qualquer mácula houvesse na formação de Maria Santíssima, teria havido igualmente na formação de Jesus, pois o filho é formado do sangue materno.

S. Paulo assim se expressa sobre o ventre de onde nasceu o menino-Deus: "Cristo, porém, apareceu como um pontífice dos bens futuros. Entrou no tabernáculo mais excelente e perfeito, não construído por mãos humanas, nem mesmo deste mundo" (Hebr 9, 12).

Que tabernáculo é esse, "não construído por mãos humanas", por onde "entrou" Nosso Senhor Jesus Cristo? Fica claro o milagre operado em Nossa Senhora na previsão dos méritos de seu divino Filho. Negar que Deus pudesse realizar tal milagre (Imaculada Conceição) seria duvidar de sua onipotência. Negar que Ele desejaria fazer tal milagre seria menosprezar seu amor filial, pois, como afirma S. Paulo: Deus construiu o seu "tabernáculo" que não foi "construído por mãos humanas".

Ora, este tabernáculo, feito imediatamente por Deus e para Deus, devia revestir-se de toda a beleza e pureza que o próprio Deus teria podido outorgar a uma criatura.

E esta pureza perfeita e ideal se denomina: a Imaculada Conceição.

Agora examinemos a Tradição, desde os primeiros séculos:

S. Tiago Menor, o qual realizou o esquema da liturgia da Santa Missa, prescreve a seguinte leitura, após ler uns passos do antigo e do novo testamento, e de umas orações: "Fazemos memória de nossa Santíssima, Imaculada, e gloriosíssima Senhora Maria, Mãe de Deus e sempre Virgem".

O santo Apóstolo não se limita a isso, mas torna a sua fé mais expressiva ainda. Após a consagração e umas preces, ele faz dizer ao Celebrante:

"Prestemos homenagem, principalmente, a Nossa Senhora, a Santíssima, Imaculada, abençoada acima de todas as criaturas, a gloriosíssima Mãe de Deus, sempre Virgem Maria. E os cantores respondem: É verdadeiramente digno que nós vos proclamemos bem-aventurada e em toda linha irrepreensível, Mãe de Nosso Deus, mais digna que os querubins, mais digna de glória que os serafins; a vós que destes à luz o Verbo divino, sem perder a vossa integridade perfeita, nós glorificamos como Mãe de Deus" (S. jacob in Liturgia sua).

O evangelista S. Marcos, na Liturgia que deixou às igrejas do Egito, serve-se de expressões semelhantes: "Lembremo-nos, sobretudo, da Santíssima, intemerata e bendita Senhora Nossa, a Mãe de Deus e sempre Virgem Maria".
Na Liturgia dos etíopes, de autor desconhecido, mas cuja composição data do primeiro século, encontramos diversas menções explícitas da Imaculada Conceição. Umas das suas orações começa nestes termos: Alegrai-vos, Rainha, verdadeiramente Imaculada, alegrai-vos, glória de nossos pais. Mais adiante, é pela intercessão da Imaculada Virgem Maria que o Sacerdote invoca a Deus em favor dos fiéis: "Pelas preces e a intercessão que faz em nosso favor Nossa Senhora, a Santa e Imaculada Virgem Maria.".

Terminamos o primeiro século com as palavras de Santo André, apóstolo, expondo a doutrina cristã ao procônsul Egeu, passagem que figura nas atas do martírio do mesmo santo, e data do primeiro século: "Tendo sido o primeiro homem formado de uma terra imaculada, era necessário que o homem perfeito nascesse de uma Virgem igualmente imaculada, para que o Filho de Deus, que antes formara o homem, reparasse a vida eterna que os homens tinham perdido" (Cartas dos Padres de Acaia).

A doutrina da Imaculada Conceição era, pois, conhecida no primeiro século e por todos admitida. A esse respeito, nenhuma contradição se levantou na primitiva Igreja.

No século segundo, os escritos dos Santos Padres falam da Imaculada Conceição como um fato indiscutível. Entre os escritores e oradores deste século, contamos: S. Jusitino, apologista e mártir; Tertuliano e Santo Irineu.

No terceiro século, existem também textos claros em defesa da Imaculada Conceição. mas em menor quantidade.

Santo Hipólito, bispo de Porto e mártir, escreveu em 220: "O Cristo foi concebido e tomou o seu crescimento de Maria, a Mãe de Deus toda pura". Mais além ele diz: "Como o Salvador do mundo tinha decretado salvar o gênero humano, nasceu da Imaculada Virgem Maria".

Orígenes, que viveu em 226 e pareceu resumir a doutrina e as tradições de sua época, escreveu: "Maria, a Virgem-Mãe do Filho único de Deus, é proclamada a digna Mãe deste digno Filho, a Mãe Imaculada do Santo e Imaculado, sendo ela única, como único é o seu próprio Filho."

Em um dos seus sermões sobre S. José, Orígenes faz o mensageiro celeste dizer ao santo: "Este menino não precisa de Pai na terra, porque tem um pai incorruptível no céu; não precisa de Mãe no Céu, porque tem uma Mãe Imaculada e casta na terra, a Virgem Bem-aventurada, Maria".

No século quarto, aparecem inúmeros escritos sobre a Imaculada Conceição, cada vez mais explícitos e em maior número. Temos diante de nós as figuras incomparáveis de Santo Atanásio, de Santo Efrem, de S. Basílio Magno, de Santo Epifânio, e muitos outros, que constituem a plêiade gloriosa dos grandes Apóstolos do culto da Virgem Santíssima e, de modo particular, de sua Imaculada Conceição.

Um trecho de Lutero, para mostrar que nem ele se atreveu a contestar a Imaculada Conceição: "Era justo e conveniente, diz ele, fosse a pessoa de Maria preservada do pecado original, visto o filho de Deus tomar dela a carne que devia vencer todo pecado". (Lut. in postil. maj.).

Nossa Senhora foi a restauradora da ordem perdida por meio de Eva. Eva nos trouxe a morte, Maria nos dá a vida. O que Eva perdeu por orgulho, Nossa Senhora ganhou por humildade.
O Dogma da Imaculada Conceição foi proclamado pelo Papa Pio IX, cercado de 53 cardeais, de 43 arcebispos, de 100 bispos e mais de 50.000 romeiros, no dia 8 de dezembro de 1854.

Passados apenas 3 anos dessa solene proclamação, em 11 de agosto de 1858, Nossa Senhora dignou-se aparecer milagrosamente quinze dias seguidos, perto da pequena cidade de Lourdes, na França, a uma pobre menina, de 13 anos de idade, chamada Bernadete.

No dia 25 de março, Bernadete suplicou que Nossa Senhora lhe revelasse seu nome. Após três pedidos seguidos, Nossa Senhora lhe respondeu: "Eu sou a Imaculada Conceição".

Eis a chave de ouro que encerra a tradição ininterrupta dos Apóstolos.

Fontes: ACI, Lepanto e Dominus Vobiscum

CONHEÇA A HISTÓRIA DA SANTA PROTETORA DOS OLHOS

Santa Luzia (ou Santa Lúcia), cujo nome deriva do latim, é muito amada e invocada como a protetora dos olhos, janela da alma, canal de luz.

Conta-se que pertencia a uma família italiana e rica, que lhe deu ótima formação cristã, ao ponto de Luzia ter feito um voto de viver a virgindade perpétua. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe queria vê-la casada com um jovem de distinta família, porém pagão. Ao pedir um tempo para o discernimento foi para uma romaria ao túmulo da mártir Santa Ágeda, de onde voltou com a certeza da vontade de Deus quanto à virgindade e quanto aos sofrimento por que passaria, como Santa Ágeda.

Vendeu tudo, deu aos pobres e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa. Santa Luzia, não querendo oferecer sacrifício ao deuses e nem quebrar o seu santo voto, teve que enfrentar as autoridades perseguidoras e até a decapitação em 303, para assim testemunhar com a vida, ou morte o que disse: "Adoro a um só Deus verdadeiro, e a ele prometi amor e fidelidade".

Somente em 1894 o martírio da jovem Luzia, também chamada Lúcia, foi devidamente confirmado, quando se descobriu uma inscrição escrita em grego antigo sobre o seu sepulcro, em Siracusa, Ilha da Sicília. A inscrição trazia o nome da mártir e confirmava a tradição oral cristã sobre sua morte no início do século IV.

Mas a devoção à santa, cujo próprio nome está ligado à visão ("Luzia" deriva de "luz"), já era exaltada desde o século V. Além disso, o papa Gregório Magno, passado mais um século, a incluiu com todo respeito para ser citada no cânone da missa. Os milagres atribuídos à sua intercessão a transformaram numa das santas auxiliadoras da população, que a invocam, principalmente, nas orações para obter cura nas doenças dos olhos ou da cegueira.

Diz a antiga tradição oral que essa proteção, pedida a santa Luzia, se deve ao fato de que ela teria arrancado os próprios olhos, entregando-os ao carrasco, preferindo isso a renegar a fé em Cristo. A arte perpetuou seu ato extremo de fidelidade cristã através da pintura e da literatura. Foi enaltecida pelo magnífico escritor Dante Alighieri, na obra "A Divina Comédia", que atribuiu a santa Luzia a função da graça iluminadora. Assim, essa tradição se espalhou através dos séculos, ganhando o mundo inteiro, permanecendo até hoje.

Luzia pertencia a uma rica família de Siracusa. Sua mãe, Eutíquia, ao ficar viúva, prometeu dar a filha como esposa a um jovem da Corte local. Mas a moça havia feito voto de virgindade eterna e pediu que o matrimônio fosse adiado. Isso aconteceu porque uma terrível doença acometeu sua mãe. Luzia, então, conseguiu convencer Eutíquia a segui-la em peregrinação até o túmulo de santa Águeda ou Ágata. A mulher voltou curada da viagem e permitiu que a filha mantivesse sua castidade. Além disso, também consentiu que dividisse seu dote milionário com os pobres, como era seu desejo.

Entretanto quem não se conformou foi o ex-noivo. Cancelado o casamento, foi denunciar Luzia como cristã ao governador romano. Era o período da perseguição religiosa imposta pelo cruel imperador Diocleciano; assim, a jovem foi levada a julgamento. Como dava extrema importância à virgindade, o governante mandou que a carregassem à força a um prostíbulo, para servir à prostituição. Conta a tradição que, embora Luzia não movesse um dedo, nem dez homens juntos conseguiram levantá-la do chão. Foi, então, condenada a morrer ali mesmo. Os carrascos jogaram sobre seu corpo resina e azeite ferventes, mas ela continuava viva. Somente um golpe de espada em sua garganta conseguiu tirar-lhe a vida. Era o ano 304.

Para proteger as relíquias de santa Luzia dos invasores árabes muçulmanos, em 1039, um general bizantino as enviou para Constantinopla, atual território da Turquia. Elas voltaram ao Ocidente por obra de um rico veneziano, seu devoto, que pagou aos soldados da cruzada de 1204 para trazerem sua urna funerária. Santa Luzia é celebrada no dia 13 de dezembro e seu corpo está guardado na Catedral de Veneza, embora algumas pequenas relíquias tenham seguido para a igreja de Siracusa, que a venera no mês de maio também.

Parabéns Dona Luzia Duarte (84 anos de vida)